PROUNI oferece 174 mil bolsas – PROFESSORES podem concorrer à vagas

A partir do próximo dia 26, os estudantes interessados em participar do segundo processo seletivo de 2018 do Programa Universidade para Todos (ProUni) podem fazer a sua inscrição. Serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições de ensino superior. As inscrições deverão ser realizadas apenas pela página do ProUni na internet, até as 23 horas e 59 minutos do dia 29.

A portaria foi publicada nesta segunda-feira, 18, no Diário Oficial da União. Para se candidatar, é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos e ter tido nota superior a zero na redação. Importante lembrar que as notas de outras edições do Enem não valem para pleitear uma bolsa.

Além disso, só podem participar alunos brasileiros que não possuem curso superior e que tenham cursado o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada na condição de bolsista ou que sejam deficientes físicos ou professores da rede pública também podem solicitar uma bolsa.

O candidato que quiser uma bolsa integral deve ter uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos. Quem conseguir uma bolsa parcial, e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade, pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados com a lista dos candidatos pré-selecionados estarão disponíveis na página do ProUni na internet, a partir do dia 2 de julho para a primeira chamada, e 16 de julho para a segunda.

Programa – O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas integrais e parciais de 50% em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições de ensino superior privadas. As instituições que participam do programa têm isenção de alguns tributos.

Na primeira edição do ProUni desse ano, foram ofertadas 242.987 bolsas, sendo 113.863 integrais e 129.124, parciais. Desde que foi criado, em 2004, o ProUni já atendeu 2,5 milhões de estudantes, sendo que 70% com bolsas integrais.

Os professores da rede pública da educação básica que não têm curso de licenciatura, que desejam continuar no magistério e que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2005, têm a oportunidade de começar uma faculdade no segundo semestre deste ano. Para ter esta chance, eles têm prazo até o dia 16 para se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni) e concorrer a 47.059 bolsas de estudos oferecidas em 834 instituições particulares de ensino em todo o país.

Diferente dos outros concorrentes às bolsas do ProUni, o professor não precisa comprovar renda. Basta que lecione na rede pública, pertença ao quadro permanente, esteja no exercício do magistério na educação básica e tenha obtido nota mínima de 45 pontos no Enem/2005. Os candidatos podem concorrer a bolsas de estudos integrais ou parciais (50% da mensalidade), em cursos de pedagogia, normal superior e nas licenciaturas de matemática, química, física, biologia, história, geografia, português (com opções de formação em inglês/francês/espanhol).

Já os professores que preenchem os requisitos, mas não fizeram o Enem em 2005, podem se inscrever, até esta sexta-feira, 2, para a prova do Enem que será aplicada no próximo dia 27 de agosto. Para quem concluiu o ensino médio, a inscrição deve ser feita nas agências e postos dos Correios. A inscrição será gratuita para os que estudaram em escolas públicas. Para os demais, a taxa é de R$ 35,00. A nota do exame de 2006 será usada para ingresso no ProUni nos primeiro e segundo semestres de 2007.

Segundo o diretor do Departamento de Modernização e Programas do Ensino Superior do MEC, Celso Ribeiro, no primeiro processo seletivo do ProUni deste ano ingressaram 1.182 professores. Entre os estados com maior ingresso de professores na universidade por meio do ProUni, destacam-se São Paulo (373), Rio Grande do Sul (201) e Minas Gerais (119). Na avaliação de Celso Ribeiro, a participação dos professores no programa ainda é pequena, mas, à medida que o ProUni se torna conhecido, a procura será ampliada. O importante, ressalta, é o professor estar atento, fazer a prova do Enem e, se não obtiver uma boa nota, repeti-la no ano seguinte.

História – Criado no fim de 2004, o ProUni concluiu seu primeiro processo seletivo no início de 2005, quando aderiram ao programa 1.142 instituições de ensino superior que ofereceram 112.275 bolsas: 71.905 integrais e 40.370 parciais. No primeiro semestre de 2006, a adesão das instituições subiu para 1.233 com a oferta de 91.609 bolsas de estudo: 63.536 integrais e 28.073 parciais. No segundo semestre, participam 834 instituições que oferecem 47.059 bolsas. São 35.162 bolsas integrais e 11.897 parciais, no valor de 50% da mensalidade.

Fonte: http://portal.mec.gov.br/

Gostou? Compartilhe esse post em sua rede social

1 Comentário para "PROUNI oferece 174 mil bolsas – PROFESSORES podem concorrer à vagas"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.